Mundo em colapso? Conte-me algo novo.

Não é novidade que as crises tornam-se cenários férteis para o surgimento de novas soluções. A idéia de que o atual sistema de desenvolvimento que nos é imposto está em colapso já se torna evidente, como anunciou a NASA em seu último estudo. O mantra neoliberal de acreditar que podemos medir nosso desenvolvimento econômico a partir da quantidade de bens que consumimos é uma insanidade, quando vivemos em um mundo de recurso finitos.

O colapso de diferentes formas de civilizações também não é um fato novo na historia da humanidade, como Fritjof Capra apresenta em seu livro Ponto de Mutação, aparentemente todas as civilizações passam por processos cíclicos semelhantes de gênese, crescimento colapso e reintegração. Como apresentado no gráfico abaixo.

ase

Ainda de acordo com Capra

“Estudos de transformação cultural em várias sociedades mostraram que essas transformações são tipicamente precedidas por uma variedade de indicadores sociais, muito deles idênticos aos sintomas de nossa crise atual. Incluem uma sensação de alienação e um aumento de doenças mentais, crimes violentos e desintegração social, assim como maior interesse na prática espiritual”

Para alguns esse cenário pode trazer sentimentos de desesperança e tristeza, mas gosto de analisar o colapso de nossa civilização por outro viés. Acredito que o colapso seja não só necessário como desejado por muitos, uma vez que claramente o modelo de desenvolvimento vinculado ao consumo não alimenta o principal motivo de estarmos aqui, a busca pela felicidade e uma maior compreensão coletiva de nossos atos e suas consequências. A aproximação com a espiritualidade a qual Capra se refere, tem profunda ligação com as indagações clássicas que todos nós nos fazemos – “por que estamos aqui” e “quem somos?”. Fica evidente, que o modelo atual não estimula essas indagações, e as joga para debaixo do tapete, como se fossem questões secundárias a não serem discutidas.

As crises em diversos setores, como energético, alimentício, abastecimento de água, econômico,político, social e espiritual são o resultado de um modelo de desenvolvimento no qual o principal foco é o crescimento a qualquer custo, sem nos questionarmos por que devemos sempre crescer. Qual o resultado da perpetuação de um pensamento que claramente favorece o colapso que estamos assistindo?

Como muito bem analisado por Ladislau Dowbor, defensor do FIB.

126233

Com isso, ao invés de analisarmos setores que estão em pleno colapso, apresentarei nos próximos posts, idéias e empresas que estão atuando para o surgimento de um novo modelo de desenvolvimento, claramente mais transparente, colaborativo, inclusivo e que tem como foco o compartilhamento aberto entre seus usuários. Alguns deles já estão incomodando grandes empresas estabelecidas em seus segmentos, como relatado neste post. Existe uma mudança acontecendo que para muitos não é perceptível, que está ocorrendo a passos de formiga e tende a tornar-se uma realidade crescente.

Resumindo em apenas algumas linhas a proposta deste artigo e dos próximo posts.

6322425090_66006a4fef_o

 

Por Martin Draghi

Anúncios
Categorias: Uncategorized | 2 Comentários

Navegação de Posts

2 opiniões sobre “Mundo em colapso? Conte-me algo novo.

  1. Pingback: Wikihouse – Imprimia e construa sua casa em apenas um dia. | Sustentabilidade Colaborativa

  2. Pingback: Wikihouse – Imprima e construa sua casa em apenas um dia. | Sustentabilidade Colaborativa

Colabore com sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: